Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



HOJE NÃO É PARA TI

Quarta-feira, 05.01.11

 

Não, não é para ti

Que teço estas vogais e consoantes

Nos intervalos da respiração das sílabas

Nem para ti

Os silêncios compassados

Por ditongos musicais


Nunca para ti

Que perscrutas a mole humana

Com a vontade gélida

Das ferramentas de laboratório,

Com os ouvidos infalíveis do diapasão,

Com os olhos vítreos do microscópio


Hoje escrevo para os que virão,

Para os que todos adivinhamos

Mas não podemos ainda dissecar

Porque se conjugam num tempo

Que está por nascer


Hoje não trago palavras;

Só a certeza

De que a preocupação

Com a excessiva proporcionalidade

Conduz à pobreza do kitsch

 


… e isso nunca foi para mim

 

 


Maria João Brito de Sousa -04.01.2011 -23.11h

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por poetaporkedeusker às 11:55


4 comentários

De Peter a 06.01.2011 às 16:40

Ando a inspecionar os blogs.
Sem poder, é claro...
Os poetas estão vivos e encontram-se.
Auguri.

De poetaporkedeusker a 06.01.2011 às 17:03

Auguri! É lindíssima, esta palavra! Significa "boa sorte", não é?
Para mim soa lindamente e tem várias tonalidades associadas a ela... começa em branco-cal, mergulha em duas sílabas negras e acaba a vermelho!
Nem queira saber o que vai nesta minha cabeça quando encontro uma palavra que me agrada! Eu, na minha juventude, acabei por descobrir o nome deste fenómeno ou propriedade, ou seja lá o que for, mas já me esqueci... só sei que tem um nome e que não é muito comum.
Bacini!

De Peter a 06.01.2011 às 23:14

felicidades, parabens,....
tanti auguri a te ...( parabens a você!)

De poetaporkedeusker a 07.01.2011 às 10:24

Tanti auguri a te, Peter!
Bacini!

Comentar post








comentários recentes




Libertadores :)


View My Stats