Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



GUARDAR AS LUAS

Sexta-feira, 07.01.11

GUARDAR AS LUAS

*

Todos os dias

as mãos se lhe enchiam

de luas e pães

comprados no café da esquina.

*

Eles,

os pães,

porque as luas lhe nasciam

das asas dos pássaros

quando se demoravam

sobre as reflexões

e dos olhos

dos que se cansavam

de a entender

*

 

Eram luas e pães

multiplicados

por somas de ausências,

mas eram

e ninguém negaria

a concretude da sua inexistência.

*

 

Maria João Brito de Sousa - 07.01.2011 - 16.25h

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria João Brito de Sousa às 16:22


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.








comentários recentes




subscrever feeds