Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



CADA ÁTOMO DE MIM

Segunda-feira, 31.01.11

 

Cada tábua que piso

Nesta toca,

Cada silêncio que reconquistei,

Cada parede à beira do abismo

Destas mãos na loucura de voar,

Cada lágrima

Em mim jamais chorada

Irrompendo num verso interrompido,

Cada átomo de mim

Neste pulsar…

 


Cá dentro é para mim,

O resto é teu!

 

 


Maria João Brito de Sousa– 29.01.2011 – 22.33h

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria João Brito de Sousa às 16:42


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.








comentários recentes




subscrever feeds