Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



METÁFORA - O Manifesto

Segunda-feira, 03.09.12

Eu digo-te

que o sol floresce limpo

sobre o estrume das aparências

e que as palavras são casas nas cidades da voz

 

digo-te

que as ruas são mãos a repousar,

que as coisas de pedra são canções

e que as canções são luas, de tão brancas…

 

dir-te-ei,

vez por outra,

que as plantas são mulheres e homens

cansados da colheita improvável,

que os dias – todos eles –

são movimento,

que as noites são o esconderijo

dos sonhos à espera de acordar

e que os muros são pontes entre agora e depois

 

falar-te-ei de passos sem distância,

de espaços sem medida,

de memórias sem tempo

e de gente sem medo de morrer,

mas jamais me ouvirás falar de renúncia

enquanto o murmúrio me for permitido

na cidade da voz libertada

 

Também a metáfora se come, se bebe

e não sabe render-se enquanto viva

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 03.09.2012 – 18.12h



Imagem retirada do jornal "Avante!" - Guernica, Pablo Picasso

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria João Brito de Sousa às 19:07


10 comentários

De jabeiteslp a 03.09.2012 às 20:09


não é por nada
mas tenho orgulho
de quem escreve assim...sem fim....

um sono feliz MJ

De Maria João Brito de Sousa a 03.09.2012 às 22:36

Ah! Serão as metáforas? Hoje tomaram conta de mim e não lhes pude resistir, heheheh...

De jabeiteslp a 03.09.2012 às 20:11

quase me ía passando ao lado
de tão entretido com as pikenas...

bela e feliz noite

De Maria João Brito de Sousa a 03.09.2012 às 22:34

Quais pikenas, Anjo? Espera lá que eu acabo de retomar a ligação e não estou a ver de que falas...

De jabeiteslp a 03.09.2012 às 23:35

de umas pequenas de Lisboa
que despareceram da blogosfera

e de novo apareceram....

joca e feliz noite MJ

De Maria João Brito de Sousa a 03.09.2012 às 23:44

Eheheheh... pikenas de carne e osso, mesmo...
Feliz noite, Anjo

De ligeirinha a 05.09.2012 às 13:45

Adoreieste versejar ,tão bonito, tão terra a terra, tão fulminante no meu coraçãoBeijo muito amigo!

De Maria João Brito de Sousa a 05.09.2012 às 13:54

E eu adorei ver-te por aqui, minha Ligeirinha!

Abraço grande, grande!

Comentar post








comentários recentes