Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ONDE MAIS NOS DÓI

Sexta-feira, 01.11.13

 

 

Onde mais nos dói

é na ferida aberta

pelo momento em que a ceia,

travestida de doçura,

se nos derrama em gelo

sobre a pele nua

e os olhos da lucidez se nos estendem

até ao inesperado veneno

de um cálice que ousáramos afastar…

 

Alguns de nós terão sobrevivido

e permanecido ainda que domesticados,

comprados, vendidos, usados, castrados,

programados, manipulados… mas gratos,

 

na montra (in)comum da exposição banal,

conveniente e pateticamente gratos!

 

 

… porque nem tudo o que luz é ouro

e nem tudo o que alimenta é digerível,

muitos terão morrido, tantos terão lutado

 

e,

 

um dia,

todos teremos conquistado

o direito a recusar a exibição

de um estatuto gravado a fogo

sobre a carne viva da sobrevivência

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 01.11.2013 – 18.40h

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria João Brito de Sousa às 18:48








comentários recentes




subscrever feeds