Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



CEDO OU TARDE...

Quinta-feira, 10.01.13

Tarde ou cedo
a noite irá render-se
e o poema erguer-se-á, lúcido,
sobre a raiz das coisas indomadas…



não mais a ousadia burguesa
o insultará perguntando-lhe se se tem “entretido”
no crochet das palavrinhas rebuscadas,
no bric-à-brac das rimas-de-fazer-passar-o-tempo,
na minudência das noveletas de pequeno ecrã,
no suborno adocicado dos adornos doirados
ou das essências-de-atrair-amigo-fácil…



então, arreganhando os dentes,
ele que suou, ele que se multiplicou
em genuínos gestos de alegria, espanto e dor,
ele que ousou decantar, letra a letra,
cada molécula da lucidez
que compõe o soluto do sonho,
ele que sondou e minuciosamente desbastou,
todo e cada ramo da árvore do real
e, quantas vezes, exausto, quase exangue,
soube, ainda assim, recusar o fruto aparente e fácil,
ele que, sem sombra de hesitação,
desafiou, a cada verso,
a todo-poderosa banalidade
munido, tão só, duma alma cheia de barrigas vazias,



levantar-se-á e rugirá
reclamando, não mais, nem menos,
do que o seu merecido direito à dignidade…




Maria João Brito de Sousa – 09.01.2012 – 20.28h





IMAGEM - "O Burguês e a Menina", Julio*


*Pseudónimo, enquanto artista plástico, de Júlio dos Reis Pereira, irmão de José Régio. Enquanto escritor usava o pseudónimo de Saúl Dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria João Brito de Sousa às 00:28


15 comentários

De poetazarolho a 10.01.2013 às 06:11

Ouso perguntar, isto aplica-se ao poema o ao ser humano?

De poetazarolho a 10.01.2013 às 06:12

Ouso perguntar, isto aplica-se ao poema ou ao ser humano?

De Maria João Brito de Sousa a 10.01.2013 às 12:12

A ambos, Poeta! mas fez muito bem em perguntar! Tanto na minha opinião quanto na dos excelentes e estudiosos poetas junto de quem cresci, um dos mais preciosos "indicadores de qualidade" de um poema é exactamente esta capacidade de oferecer mais do que uma leitura possível... é sobretudo assim que o poema se torna útil e dialoga connosco, questionando o seu leitor.
Este aplica-se, muito pertinentemente, à poesia e ao ser humano.

Abraço grande!

De jabeiteslp a 10.01.2013 às 07:54


e a nossa dignidade tão ensombrada
a cada dia que passa
desassossegada...

belo poema MJ

fefliz dia

De Maria João Brito de Sousa a 10.01.2013 às 11:38

Obrigada, Anjo.
A dignidade é uma das coisas mais preciosas que temos, amigo e este sistema vai acabar por transformar-nos em marionetas dos interesses de uma elite... isto avança e, neste momento, resta-nos o protesto organizado e a capacidade quase sobre-humana de "não deixar escapar nada", de nos mantermos informados, atentos, dignos... pelo menos suficientemente dignos para entendermos que estão a destruir os pilares do Estado Social em nome duma "mudança" que só favorece as elites. E as elites financeiras porque, se formos falar de elites do trabalho, da segurança emocional, da criatividade... se formos falar disso, Anjo, eles são o refugo!

Feliz dia para ti!

De jabeiteslp a 10.01.2013 às 13:52


aprendizes de ou conluio de suas Exas...mediocres...

uma feliz e agradável tarde pra ti

De Maria João Brito de Sousa a 10.01.2013 às 14:47

Exactamente, Anjo! A maioria deles são mesmo medíocres!

Feliz tarde para ti, Anjo!

De jabeiteslp a 10.01.2013 às 18:48


os desejos de uma noite feliz

De Maria João Brito de Sousa a 10.01.2013 às 21:18

Uma noite muito feliz para ti, Anjo!

De jabeiteslp a 11.01.2013 às 12:11


olá
um bom dia e feliz de preferencia

aqui desde ontem
só nevoeiro

De Maria João Brito de Sousa a 11.01.2013 às 12:28

Também está enevoadito, por aqui... não se pode dizer que seja um nevoeiro cerrado, mas... é um cinzento espesso como sopa, que envolve tudo, abraça tudo, e parece pesar sobre as casas...

Feliz dia para ti, Anjo!

De sofiazinha a 01.02.2013 às 15:53

ainda sou bem novinha neste mundo dos blogues da sapo,portanto não é bem ser amiga do free mas sim já troquei pequeninos comentarios com ele. obrigada pela tua visita no meu espaço,adorei,volta lá sempre que quiseres.

De Maria João Brito de Sousa a 01.02.2013 às 16:41

Prometo voltar, embora muito espaçadamente porque, como em breve irás verficar, quem tem uma produção substancial de poesia ou outro tipo de publicação, fica muito limitado em termos de visitas aos blogs dos amigos... mas "palpita-me" que ainda nos vamos encontrar no Free Style, para um Concurso de Culinária... vais ver!

Comentar post








comentários recentes