Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O ADIAMENTO DA SAUDADE

Segunda-feira, 07.12.09

Olho sem ver,

Vago olhar ligeiramente alienado,

Os ponteiros do meu relógio

Três minutos e meio adiantado,

Tica-taca, tica-taca,

Implacavelmente decidido

A não parar.

 

Olho sem ver

Mas vislumbro no vidro

Uma lágrima teimosa

Que deixei escapar…

 

Vislumbro

Uma saudade adiantada?

Atraso os ponteiros

Decididamente, devagar…

Retardo a hora

Mas não retardo o tempo

Porque era o tempo inteiro

De uma vida

Que afinal quereria retardar…

 

Sorrio àquela lágrima traída

E fico vagamente distraída

A atrasar, a atrasar, a atrasar…

Atrasando eu vou acreditando

Que o tempo, um destes dias

                                       Vai parar…

 

 

Na madrugada do conhecimento -1995

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria João Brito de Sousa às 14:15








comentários recentes