Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



ALÍNEA M

Segunda-feira, 05.10.20

al´nea M.jpg

Alínea M

*


Confusa,

julgo ter acordado

ao lado de uma Natália

ainda  incompletamente diluída

no esquecimento de um qualquer sonho

que me não recordo de ter sonhado

*

Só essa estranha sensação,

mais do que memória

mas ainda distante do palpável

teima em reocupar um lugar

num tempo e num espaço

a que há muito deixou de pertencer.

*


Agora debruço-me da janela,

creio ver decompor-se o mito de Medeia

na terra adubada da floreira do vizinho

e não, não posso jurar que esteja acordada,

Tudo se me enevoa diante dos olhos.
*

 

Piso finalmente o chão

e ergo-me do sonho

depois de despidas as ilusões.

*

Nenhum ouro,

nem sombra de alquimia;

Medo não nasceria dessa matinal estranheza.
*

 


Maria João Brito de Sousa - Outubro, 2020

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria João Brito de Sousa às 12:02


8 comentários

De Sandra a 05.10.2020 às 15:54

minha amiga tão querida, fico sempre encantada de te ler! Consegues deixar sentimento em tudo, e contigo as palavras tornam-se sempre algo muito especial milhões de beijinhos desta tua amiga e admiradora, e feliz tarde🌻🌷🌼🍀

De Maria João Brito de Sousa a 05.10.2020 às 16:04

Muito obrigada pela tua eterna simpatia e condescendência, Sandra.

Estive dois dias com este texto pendurado nos ficheiros. Não lhe via grande qualidade e nenhuma utilidade, portanto.
Hoje, na ausência de melhor, lá me decidi a publicá-lo...

Milhões de beijinhos para ti que, neste universo virtual, não há vírus terreno que se propague

De Sandra a 05.10.2020 às 16:22

🌷🌼🍀🌻❤

De jabeiteslp a 06.10.2020 às 08:46

Pelo menos são bons
que os maus
aceleram o coração e os tons

Beijinhos e um belo dia
que o Sol brilha já radioso

De Maria João Brito de Sousa a 06.10.2020 às 11:12

A sério, Anjo??? O meu coração só acelera quando escrevo os bons... os "nem por isso" não conseguem acelerar-me nada...

Obrigada e outro beijinho

De Anónimo a 08.10.2020 às 10:08

OH! Quando a falta de inspiração fica tão inspirada... eu vou para a terra adubada da floreira do vizinho!...
Beijinho, querida Maria João!

De Maria João Brito de Sousa a 08.10.2020 às 11:51

Não vá, não vá! Olhe que se enreda todo/a no labirinto do Minotauro

Beijinhos

Comentar post








comentários recentes