Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



ESPELHO MÁGICO, ESPELHO MEU...

Sexta-feira, 21.03.14

Não era a minha face

que via nesse espelho...

era a de uma outra Alice

no país dos pesadelos

- a que se transmutava

ao sabor dos cogumelos

e sabia dar corda

ao relógio do coelho... -,

Não era a minha face, com certeza!

 

Era,

talvez,

a da Menina-do-Capuz-Vermelho

apaixonada por um lobo velho,

fugindo com ele do caçador malvado

- a avozinha

comprava os bolos no supermercado

e

todos os dias

dançava rock and roll na penumbra do quarto -...

 

 

da Bela-Adormecida

que nunca mais conseguia adormecer

e se deitava a escrever

cartas de jogo à Bruxa-Arrependida...

 

 

 

da Branca-de-Neve dos sete-mil-anões

devorando maçãs-desencantadas,

tentando acreditar

que nem tudo são desilusões...

 

 

da Princesa-dos-Sapatinhos-de-Cristal

a vir da discoteca às cinco e tal...

 

 

do Pinóquio,

sorrindo , no ventre da baleia,

 

 

 

ou

- quem  o sabe? - da Pequena-Sereia,

mas nunca a minha face!

 

Não era a minha face verdadeira!

 

 

 

 

Maria João Brito de Sousa - 1992/3

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria João Brito de Sousa às 19:01


3 comentários

De melguinha2 a 20.05.2015 às 19:02

Uauuuuuuuu!! Me emocionei bastante ao ler este teu poema!! Simplesmente me encantei e deixei-me encantar por este mundo de belas princesas!!

De Maria João Brito de Sousa a 20.05.2015 às 21:32

Eheheheheh... lamento desiludir-te, mas... nunca morri de amores por "belas princesas", nem por apaixonados príncipes...

De melguinha2 a 20.05.2015 às 21:33

Pois,cada um tem as suas opiniões,eu respeito os teus gostos!!

Comentar post








comentários recentes